Ione Rubra Rosa Poesia e Sentimento

 

"As Muralhas que eu puder, eu mesma derrubo. As que eu não puder, Deus põe no chão por mim!"



Textos


ESTERILIDADE POÉTICA
 
 
Observo a folha em branco
Na mente os pensamentos fervilham,
Mas as palavras não saem.
Esterilidade vocabular?
Emocional?
Em meu ser explodem emoções,
Mas é impossível, neste instante,
Colocá-las em palavras.
Há uma secura dentro de mim.
A inspiração abandona-me.
Sinto-me num deserto sem fim.
Irei perecer?
A poesia é alimento à minha alma
Sem ela, meus dias são vazios.
É triste estar repleta de sentimentos
E ainda assim sentir-se solitária.
Internamente choro e sangro,
A alma grita,
Mas minha face permanece sem expressão.


Ione Rubra Rosa – 01-11-2012
Imagens Google

 
Ione Rubra Rosa
Enviado por Ione Rubra Rosa em 01/11/2012
Copyright © 2012. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários


 
Site do Escritor criado por Recanto das Letras