Ione Rubra Rosa Poesia e Sentimento

 

"As Muralhas que eu puder, eu mesma derrubo. As que eu não puder, Deus põe no chão por mim!"



Textos


AMOR/RENÚNCIA


 
Quem disse que foi fácil?
Doces momentos,
Sorrisos,
Lágrimas de felicidade e dor.
Nunca é fácil se despedir do amor,
Mas algumas vezes se faz necessário.
Não porque o amor findou,
Mas porque o outro merece ser mais feliz.
O verdadeiro amor...
Aceita,
Compreende,
Perdoa,
Deixa livre,
Quando percebe que o amado,
Sonha e anseia por outros voos,
Ou deseja retornar ao ninho,
Que abandonou,
Mas não esqueceu
E do qual numa fria manhã de Primavera...
Sentiu saudade.
 
Quem disse que é fácil?
Mas na renúncia...
Também habita o amor sincero.
Dói... Dói muito...
Mas o verdadeiro amor,
Prefere esconder as lágrimas
Dentro de um sorriso
E deixar o amado ser feliz.

Quem disse que é fácil?
Mas o que foi vivido
Vai ficar tatuado no coração.
Em alguns momentos,
A dor da saudade,
Vai dilacerar a alma,
Mas a felicidade do amado,
Vai amenizar essa dor...
E o amor sincero,
Vai seguindo em frente
Carregando doce lembrança,
Que não se apagou.

 Ione Rubra Rosa – 02/10/2016
Imagens Google
 
N.A.: Poema inspirado no filme “
Já sinto saudade!” 
 
Ione Rubra Rosa
Enviado por Ione Rubra Rosa em 02/10/2016

Música: Flor de Ir Embora - Fátima Guedes

Copyright © 2016. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários


 
Site do Escritor criado por Recanto das Letras