Ione Rubra Rosa Poesia e Sentimento

 

"As Muralhas que eu puder, eu mesma derrubo. As que eu não puder, Deus põe no chão por mim!"



Textos


“Asas de papel”


Queria ser bela!
ter o corpo perfeito.
ser notada,
apreciada,
cantada.


Queria ser diva!
Ter a boca carnuda,
seios arredondados,
a barriga chapada,
ter os homens…
aos seus pés.


Queria ser musa!
Desejava ser amada.
Fez a tal da bariátrica.
Plásticas e dietas.
Atingiu o corpo perfeito,
mas perdeu a essência.
Esqueceu-se quem era.


Tentando enganar a fome,
tornou-se amiga do álcool
e em redes sociais…
publicava uma vida perfeita,
arrastando sonhadoras
aos seu mundo de ilusão.


Quem de perto a acompanhava
pedia a Deus que a iluminasse,
pois percebia que ela preparava
um grande voo, talvez sem volta…
pois esse voo estava sendo feito
em asas frágeis de um papel ilusório.


Ione Rubra Rosa – 05/062017
Imagem Google

O título foi presente e o poema foi inspirado nos versos da minha irmã do coração Denise Mendonça:

“Asas de papel

Ela se prepara para o grande voo
com asas feitas de papel ilusório”

 
Ione Rubra Rosa e Denise Mendonça
Enviado por Ione Rubra Rosa em 05/06/2017
Alterado em 10/06/2017

Música: All You Never Say [Official Lyric Video] - Birdy

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários


 
Site do Escritor criado por Recanto das Letras